Série: perguntas e respostas sobre sistemas de armazenagem, suas características, usos e funções – Parte 2
em segunda-feira, 9 de novembro, 2020

No início do mês de Outubro, o Brasil foi surpreendido com a triste notícia do colapso de um sistema de armazenagem tipo porta-paletes que funcionava no modo “Atacarejo” em uma das lojas do Grupo Mateus em São Luís – MA. O sinistro causou a morte de uma colaboradora de 19 anos, deixou pelo menos 8 pessoas feridas e proporcionou um prejuízo incalculável para a Mix Mateus Atacarejo.

Para contribuir positivamente com a informação sobre sistemas de armazenagem, suas características e usos, a ISMA produziu esta série com 4 artigos sobre o tema. No artigo de hoje, falamos sobre normas técnicas e fabricação dos sistemas.

1. Os sistemas de armazenagem devem seguir algum tipo de norma técnica?

No Brasil, atualmente vigora somente uma norma técnica sobre o tema, a ABNT NBR-15524:2007 – atualmente em processo de revisão. A referência normativa versa exclusivamente sobre os sistemas de armazenagem tipo porta-paletes seletivo, com alguns acessórios e sutis variações tipológicas.

Entretanto, existem muitas outras normas técnicas de origem internacional que também abordam amplamente o assunto. Por exemplo, as prescrições adotadas na Europa, através das publicações “EN”, são bastante completas, consolidadas e costumam ser frequentemente adotadas de modo complementar às diretrizes apresentadas pela norma brasileira.

2. O sistema de armazenagem é sempre igual, em qualquer lugar do Brasil ou do mundo?

Definitivamente não. Mesmo amparados por normas técnicas, os fabricantes dispõem de recursos fabris variáveis, o que ocasiona produtos finais com diferentes características. Normalmente, as características de um produto oriundo de fornecedor não são compatíveis com produtos beneficiados por outros fornecedores, embora existam casos isolados de produtos intercambiáveis.

Portanto, os sistemas de armazenagem embora “parecidos” apresentam diferenças significativas entre si, inclusive no que se refere às questões relacionadas ao acabamento do produto, em especial às etapas de pré-tratamento e pintura.

Observam-se comumente a variação de tipo de aço, de perfis e de tipos de ligação.

A perenidade de um determinado fornecedor é fator primordial na continuidade de um padrão existente em um cliente, no caso de uma nova aquisição, ou em outro extremo, na realização de um processo de manutenção com reposição de peças.

3. Qual é o melhor aço, o melhor perfil e o melhor tipo de ligação para um sistema de armazenagem?

Não existe uma resposta objetiva para a referida questão. Um produto projetado dentro das normas vigentes e que atenda ao escopo demandados pelo uso do cliente é o melhor produto que pode existir. As variações de aço, perfil e de outros detalhes construtivos – inclusive o tipo de ligação entre elementos – são inerentes à flexibilidade oferecida pelas normas técnicas e estão relacionadas a fatores alheios ao uso final, que vão desde a disponibilidade de matéria-prima aos recursos fabris existentes no momento da contratação de um produto.

Portanto, é errado imaginar que um sistema de armazenagem é mais ou menos seguro que outro só por ser feito em um determinado tipo de aço ou por ser constituído de um tipo específico de perfil. A rigor, a condição básica para a segurança é o respeito às diretrizes normativas. As recomendações previstas em norma podem ser atendidas das mais variadas formas possíveis, possibilitando a obtenção de soluções que embora apresentem diferentes meios, dispõem do mesmo fim.

Por exemplo: Um porta-paletes seletivo constituído em aço com 300 MPa de tensão de escoamento não necessariamente é menos seguro que um outro produto constituído em aço de 350 MPa. Tudo irá depender de como cada uma das matérias-primas será aplicada em cada um dos casos.

A ISMA, uma empresa genuinamente brasileira, possui 50 anos de experiência no segmento e é conhecida pela sua alta capacitação técnica. Sempre disponível para o desenvolvimento de soluções inovadoras, através de seus produtos ou serviços especializados, possui uma equipe altamente qualificada e disposta a resolver as questões ligadas a armazenagem priorizando o custo-benefício, a partir da valorização da segurança.

Além disso, é pioneira no serviço de Inspeção de Sistemas de Armazenagem ISA, recomendado pela NBR 15524 e indispensável para manter a segurança de toda a operação.

Fale conosco pelo WhatsApp e tire todas as suas dúvidas sobre sistema de armazenagem. —–>

50 anos de tradição

A ISMA se consolida entre as maiores do setor. É uma empresa brasileira que oferece soluções personalizadas para organização e armazenagem para o pequeno, médio e grande empresário. É especialista em quatro áreas de negócios: Sistemas de Armazenagem, Móveis de Aço, Estantes e Arquivos Deslizantes.

Qualidade e Excelência

A ISMA se destaca no mercado pois, além de fabricar com qualidade e excelência, apresenta as soluções mais adequadas para diversas situações de logística, movimentação e armazenagem de materiais. Possui uma extensa e versátil lista de produtos fabricados com excelência tecnológica e qualidade certificada pela ISO 9001:2015.

Oportunidade de Negócio

Com um sistema de negócios e distribuição que abrange todo o Brasil, a ISMA conta com uma equipe profissional altamente qualificada, que atua com segurança, know-how e precisão. Está focada em identificar e analisar as necessidades de cada cliente para atender com soluções que superem as expectativas.

Finalizar
Orçamento