Tudo sobre o CBPDA e a armazenagem de medicamentos

cbpda armazenagem de medicamentos

O CBPDA é um certificado voluntário. Isto é, uma certificação não obrigatória da Vigilância Sanitária. Tem grande importância no mercado porque atesta o interesse de empresas em garantir qualidade de excelência entre operadores logísticos e a indústria farmacêutica

O serviço está disponível para pessoas jurídicas constituídas no Brasil com cadastro válido e autorização de funcionamento na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Continue lendo e saiba o que é CBPDA, como funciona, as vantagens e como solicitar.

O que é CBPDA

CBPDA é a sigla para Certificado de Boas Práticas de Distribuição e/ou Armazenagem. Isto é, um documento da Anvisa que atesta que um estabelecimento comercial cumpre todas as boas práticas relacionadas ao tema. 

O que é importante porque, geralmente, são produtos que exigem cuidados especiais.

O certificado pode ser compreendido por meio de outro, o CBPF (Certificado de Boas Práticas de Fabricação). Neste caso, se aplica aos fabricantes de medicamentos, produtos de saúde, de higiene, saneantes, insumos farmacêuticos, cosméticos, perfumes e, também, alimentos. 

Já o CBPDA é focado no armazenamento e distribuição de tais itens.

Para ter o reconhecimento da autarquia, os interessados devem atender às diretrizes dispostas em uma Resolução da Diretoria Colegiada, a RDC 497/2021, que revogou a RDC 39/2013

A abrangência considera tanto os fabricantes quanto as empresas armazenadoras, distribuidoras e importadoras.

Na hora de fazer o peticionamento na Anvisa, vale a atenção: as certificações podem mudar de nome conforme o interesse. 

Por exemplo, “Certificação de Boas Práticas de Distribuição e/ou Armazenagem de Produtos para Saúde no País” e “Certificação de Boas Práticas de Distribuição e/ou Armazenagem de Medicamentos no País”.

Por que ter o CBPDA

CBPDA na armazenagem farmacêutica

O CBPDA não é obrigatório pelos órgãos fiscalizadores, é verdade. No entanto, trata-se de um método adicional, visto como diferencial para muitas empresas que atuam na logística dos produtos farmacêuticos e hospitalares. Representa o “ir além da obrigatoriedade”.

Ou seja, quem possui esse documento prova que cumpre além do que é exigido pelos órgãos. Assim, potencializa a segurança e a qualidade no armazenamento e distribuição dos produtos. 

Na prática, a certificação garante a qualidade dos processos de armazenagem entre os operadores logísticos e envolvidos na indústria farmacêutica. 

Assim como a ISO 9001, traz mais segurança para o mercado, garantindo a eficácia dos produtos e evitando barreiras regulatórias.

E há um detalhe muito importante: ainda que não seja uma exigência ter o CBPDA, isso não significa que a empresa está isenta de cumprir as Boas Práticas normatizadas em lei. Em caso contrário, há penalidades legais, conforme a Lei 6.437/1977.

Portanto, assim como ter o documento CBPDA, também é importante realizar as inspeções rotineiras em locais de armazenagem

Guia para inspeção de sistema de armazenagem: clique e baixe agora!

Todo esse cuidado é necessário para prevenir sinistros e, ainda assim, saber o que fazer se eles acontecerem.

Também podemos considerar como vantagem do CBPDA:

  • Ganho de competitividade entre concorrentes;
  • Possibilidade de aumentar o ticket médio dos serviços;
  • Cumprir todas as exigências de clientes que não abdicam da excelência dos parceiros.

Como é o processo do CBPDA

Para ter a certificação CBPDA, o primeiro passo é entregar as documentações necessárias, com relatórios detalhados, aos representantes da Vigilância Sanitária. Depois, acontece uma inspeção minuciosa em todos os processos operacionais.

Nesse momento, as etapas técnicas avaliadas são: 

  • Armazenagem;
  • Manuseio;
  • Rastreabilidade;
  • Limpeza;
  • Temperatura;
  • Estruturas.

A renovação do CBPDA acontece a cada 4 anos, no qual todo o processo é repetido de forma detalhada. A garantia é concedida pela Anvisa, que assegura que os processos atendem a uma gestão de qualidade de excelência.

Uma dica que funciona para a maioria das empresas é fazer a implementação de um SGQ (Sistema de Gestão de Qualidade). Ao assegurar a qualidade nas equipes, estruturas e processos, aumenta-se a chance de cumprir os requisitos da Anvisa para ter o CBPDA.

Para saber se uma empresa tem a certificação das Boas Práticas, os interessados devem acessar o Portal da Anvisa. Por lá, é possível fazer a busca por empresas saneantes, de medicamentos, de insumos farmacêuticos e, também, de produtos para saúde.

O CBPDA na armazenagem de medicamentos

A Anvisa, através do CBPDA, menciona os principais cuidados relacionados à armazenagem de medicamentos. Primeiro, o local de armazenagem precisa ter bloqueio contra a incidência de luz solar, respeitando as condições de cada item.

Além disso, é preciso posicionar os produtos com uma distância mínima do chão, parede e teto. Por isso, o uso de paletes é uma das melhores alternativas para essas mercadorias. Até porque permite a limpeza fácil, evitando fontes de contaminação.

O processo de armazenagem de insumos farmacêuticos exige uma estrutura que garanta segurança, disponibilidade e agilidade no processo. Os itens estocados podem ser organizados por similaridade, rotatividade, peso ou ordem (entrada e saída).

Para garantir qualidade na armazenagem, conheça os sistemas de armazenagem da ISMA! Há mais de 50 anos, atua com segurança, know-how e precisão, oferecendo soluções personalizadas. Clique aqui e solicite um orçamento.

Faça um orçamento de sistema de armazenagem e garanta a segurança das estruturas!