Inteligência artificial na logística

Como usar a Inteligência Artificial na logística

A Inteligência Artificial na logística usa algoritmos para analisar dados, identificar padrões, prever tendências e otimizar processos. Em um primeiro momento, parece complexo. No entanto, é mais fácil do que parece: é usar a tecnologia para tomar melhores decisões.

Imagine ter vantagens operacionais como:

  • Otimizar rotas, 
  • Reduzir custos, 
  • Prever demanda,
  • Identificar futuros problemas,
  • Aumentar a eficiência operacional e
  • Melhorar a experiência do cliente.

E tudo isso acontece de forma integrada entre áreas, pessoas e sistemas. Por exemplo,na automatização de armazéns

Existem aqueles que usam a IA para automatizar todas as etapas, do recebimento das mercadorias até a expedição, passando pela estocagem, separação e embalagem. Assim, a operação tem melhor desempenho.

Portanto, continue lendo para entender o que é a Inteligência Artificial na logística, assim como alguns exemplos de como aplicar na operação.

O que é Inteligência Artificial na logística

A Inteligência Artificial na logística modernizou o que já existia em termos de processos e trouxe vantagem competitiva às empresas. O conceito é sobre a capacidade tecnológica de processar dados e embasar decisões. Vamos entender isso, na prática!

As flutuações na demanda e as variações da oferta são alguns dos principais entraves do setor logístico na atualidade. A consequência disso é direta, como na criação de inventários inconsistentes, além do excesso ou ruptura do estoque

A IA traz soluções para isso e outras necessidades. Isso porque permite que as indústrias possam processar grande volume de dados em curto espaço de tempo. 

Logo, criam-se padrões a partir de históricos de vendas, percepções valiosas para previsões mais assertivas, entre outros benefícios.

No Brasil e no mundo, há diversos casos de empresas que estão apostando na IA logística.

  • Loggi: uma empresa brasileira que usa a IA para otimizar rotas e reduzir o tempo de entrega. Assim como monitorar o desempenho dos motoristas.
  • Rappi: da Colômbia, a Rappi entrega alimentos e produtos prevendo a demanda e otimizando rotas, também. Tudo em busca da melhor experiência do cliente.
  • Mercado Livre: essa empresa argentina de comércio eletrônico é outro exemplo. Usa a IA na logística para prever remessas, otimizar rotas e garantir a eficiência da operação.

A boa notícia é que a IA não se traduz em recursos e ferramentas apenas para algumas empresas. Na verdade, tem como uma das principais características a popularização de tais soluções, possibilitando a maximização da eficiência operacional e geração de lucro.

Exemplos e impactos da Inteligência Artificial na logística

Exemplos e impactos da Inteligência Artificial na logística

Entre todas as tendências da logística interna ou externa, com certeza, a Inteligência Artificial é uma das que mais merecem destaque. Neste tópico, vamos trazer exemplos e mostrar os impactos que essas soluções trarão para o setor. Veja!

Inteligência Artificial Generativa

A GenAI ou IA Generativa permite revolucionar as operações do setor pela capacidade de processar muitas informações e dados em pouco tempo. Isso supera as limitações anteriores que tínhamos conhecimento até aqui.

Portanto, é sobre ter um mecanismo que prevê padrões, seja em demandas ou estratégias, de modo a evitar excessos e faltas no estoque, por exemplo. Também possibilita melhorar a movimentação de produtos ao otimizar rotas e antecipar falhas em equipamentos.

Análise preditiva

Como acabamos de falar sobre a antecipação dos problemas em equipamentos, vale a pena comentarmos sobre o poder de analisar previamente os acontecimentos. A solução é totalmente eficaz para uma cadeia de suprimentos mais assertiva.

A partir de técnicas como de regressão, de séries temporais e redes neurais; a IA na logística faz o estudo de dados passados e relaciona com o presente e o futuro. Sendo assim, tem a ver com criar projeções mais certeiras sobre demandas, padrões e tendências.

Dados em tempo real

Dando sequência aos tópicos anteriores, os sistemas orientados por IA podem se adaptar às mudanças em tempo real. Ao passo que essa geração de dados não é apenas para tomada de decisão de gestores, mas para ajustar processos e alinhamentos.

Alguns algoritmos podem processar informações em larga escala sem limites de recursos, fazendo com que as expansões das operações se tornem possíveis. Logo, permite aproveitar as oportunidades sem a necessidade de grandes mudanças ou restrições computacionais.

Redução de custos

A IA na logística traz o ponto da redução de custos como uma das características. O que acontece desde uma previsão mais objetiva até mesmo a otimização de setores, como o estoque. Ao evitar riscos, os gestores podem decidir com mais segurança.

E o melhor: sem ocupar espaços físicos, o que acarretaria gastos adicionais com espaço, seguros e depreciação de produtos.

Como aplicar a IA na logística?

Como aplicar a IA na logística

Vimos acima que são várias soluções para aplicar a IA na logística, especialmente no que diz respeito ao uso de algoritmos que analisam dados. Esse será um tópico breve apenas para demonstrar como a IA pode ser usada na empresa, veja.

Planejamento de rotas

  • Algoritmos de aprendizado de máquina,
  • Análise de dados em tempo real e
  • Sistemas de inteligência de negócios.

Monitoramento de rotas

  • Sistema de rastreamento por GPS,
  • Assistentes virtuais e
  • Análise de imagem/vídeo.

Gestão da frota

  • Manutenção preditiva,
  • Monitoramento de combustível e
  • Segurança do motorista.

E-commerce

  • Gestão de parcerias no transporte,
  • Agilidade na entrega da loja e
  • Previsibilidade do pedido.

Armazenagem

  • Gestão de estoque,
  • Disposição de produtos e
  • Análise de dados.

No armazenamento de mercadorias, a IA apresenta um papel fundamental para otimização do trabalho, gerando melhor desempenho na operação e experiência ao cliente. Veja um pouco mais sobre isso!

A Inteligência Artificial na armazenagem

Na logística, temos a área de armazenagem, que envolve etapas como o recebimento de mercadorias, separação, estoque, embalagem e expedição. A IA na armazenagem também é realidade:

  • Gestão de estoque: a IA no armazenamento melhora a gestão de estoque porque os algoritmos preveem a demanda e estimam com maior precisão a quantidade de itens.
  • Disposição de produtos: A IA auxilia na disposição de produtos no armazém, por meio de um layout inteligente e o uso de estruturas personalizadas para cada negócio.
  • Análise de dados: no armazenamento, a IA possibilita a coleta e análise de dados para ajudar as empresas a identificar produtos com maior demanda, melhores épocas do ano, etc.

Para essas vantagens acontecerem, é aconselhável que os galpões, armazéns e centros de distribuições tenham sistemas de armazenagem personalizados. Ou seja, adequados para o negócio, os produtos e a operação. Saiba como ter essas estruturas otimizadas:

Sistemas de armazenagem inteligentes, customizados e seguros. Clique e solicite um orçamento!

Como a Inteligência Artificial irá impactar a logística nos próximos anos?

Como a Inteligência Artificial irá impactar a logística nos próximos anos

O futuro prevê uma logística cada vez mais eficiente a partir das novas tecnologias. A Inteligência Artificial se enquadra nisso. Ao incorporá-la, os gestores alcançarão resultados incríveis para seus negócios, como a redução de custos e a melhor experiência do cliente.

De modo que há um panorama evolutivo que dita a tendência da IA na logística como fundamental na excelência operacional. A sua indústria está preparada para dar esse salto, usando as soluções tecnológicas disponíveis e que serão criadas?

Para continuar aprendendo sobre o mercado logístico e suas ferramentas inovadoras, acesse o nosso blog gratuitamente.