Logística para e-commerce: como otimizar o processo?

Após realizar uma compra na internet, o consumidor tem um principal objetivo: que o produto chegue rapidamente no local indicado e sem avarias. Essa experiência será ainda melhor quando tiver um preço de frete justo. Isso faz parte da logística para e-commerce.

Só que, para tal resultado, todas as etapas do processo precisam estar alinhadas. Se houver falhas, com certeza, a experiência de compra não será a melhor. O que significa que o gestor precisa cuidar de tudo, da gestão de estoque à armazenagem eficiente do setor.

E otimizar a logística se relaciona com algumas das metas das indústrias. Por exemplo:

  • Ter mais eficiência operacional;
  • Aumentar a competitividade;
  • Possibilitar o investimento inteligente de recursos. 

Por isso, este conteúdo é tão relevante para você!

O que é logística para e-commerce

O que é logística para e-commerce

A logística para e-commerce é um processo que objetiva o gerenciamento do fluxo de produtos em toda cadeia. Por isso, o resultado deve ser a melhor experiência do usuário durante a compra online, passando por requisitos como:

  • Entrega rápida;
  • Mercadorias sem avarias;
  • Preço justo.

E os varejistas sabem disso. Uma pesquisa divulgada no Cliente S/A mostrou que 70% das lojas virtuais consideram a logística como fator mais relevante. E quase metade deles (48,4%) esperam um crescimento no setor de 10% a 30% até o fim do ano.

Além de ser uma estratégia focada nos consumidores, há outros pontos relevantes para o próprio negócio. Por exemplo, na redução de custos. Uma pesquisa anterior, apontou que:

  • 65% dos gastos logísticos são com frete e 
  • Outros 23%, com a armazenagem.

Sendo assim, para ter sucesso nesse gerenciamento, é preciso atenção em todas as etapas, do planejamento do estoque à escolha dos melhores fornecedores. Assim como na otimização da armazenagem, embalagem e transporte. 

Otimizando a logística para e-commerce

Otimizando a logística para e-commerce

Com um estoque controlado, uma armazenagem eficiente e informações atualizadas; o gestor terá todas as condições possíveis para tomar decisões rápidas e assertivas. 

Portanto, a ideia deste tópico é detalhar um pouco mais disso, na busca por um processo bem alinhado, até porque a logística ainda vai crescer muito. No Brasil, o percentual estimado é de 56% até o fim do ano. E as empresas mais bem-preparadas vão sair na frente da concorrência.

O controle de estoque

Controlar o estoque é fundamental para ter uma logística otimizada. Todas as lojas virtuais precisam saber quais:

  • Os produtos que mais vendem;
  • Os que menos são comercializados;
  • O preço unitário deles;
  • As épocas de mais pedidos e assim por diante.

Essas informações permitem decisões mais assertivas na hora de manter o estoque equilibrado. Ou seja, sem produtos de mais ou de menos. 

Ter a pronta entrega importa, só que isso não significa encher o centro de distribuição ou armazém descontroladamente.

Observe que a gestão do estoque é o primeiro passo para a logística eficiente no comércio digital. Se ele funciona corretamente, isso permite que as etapas seguintes, como armazenamento, separação de pedidos e expedição aconteçam de forma mais natural e veloz.

A partir dos resultados, pense em alternativas para evitar produtos parados por muito tempo. Uma das ideias é criar promoções com foco no frete. Afinal, 60% do abandono de carrinho vem do alto custo do envio, como diz uma pesquisa da Moosend.

Se há produtos em alta, outra solução: melhorar o relacionamento com os fornecedores. Isso permite compras mais rápidas e, tão logo, entregas no mesmo ritmo. A pesquisa acima diz que 18% das desistências das compras são pelos longos prazos de entregas.

Dependendo das suas análises de informações e dados, sempre que for possível criar uma política de frete grátis e com entregas imediatas; com certeza, faça. É o tipo de benefício que todos os consumidores buscam, independentemente do tipo de produto.

O armazenamento de produtos

Entre etapas do processo logístico, o armazenamento de mercadorias é um dos fatores que podem indicar o sucesso ou fracasso do negócio. Quando otimizado, permite mais agilidade na operação, sendo determinante no ganho de competitividade no mercado.

Tudo começa no recebimento dos produtos, que foram enviados pelos fornecedores. No local de armazenamento, que pode ser um estoque ou galpão, acontece a estocagem. Na sequência, tem a etapa da separação do pedido (picking), embalo e expedição dos itens.

Sendo assim, a conta é simples: quanto mais rápida essa operação for, mais rápida a entrega é feita ao consumidor. A agilidade, entretanto, precisa ser compatível com a eficiência. Ou seja, não adianta ser veloz e não ter segurança na movimentação dos itens.

Nesse momento, vale a pena se atentar a movimentação das cargas. Entre a entrada e a saída, há um longo caminho a ser percorrido. Ao passo que organização dos produtos e otimização do espaço contribuem para um setor muito mais produtivo.

Uma das melhores soluções para tornar a operação de armazenagem eficiente tem a ver com as estruturas utilizadas. Existem vários tipos, e um deles atende às características da sua empresa, conforme espaço disponível, tipo de mercadoria e assim por diante.

Antes de ir para o próximo tópico, convidamos você a conhecer mais sobre o que é e como funciona um sistema de armazenagem. Com certeza, esse conhecimento vai auxiliar a sua gestão na busca pelo melhor desempenho operacional e melhor experiência do cliente.

Baixe o e-book de sistemas de armazenagem gratuitamente na imagem abaixo:

Clique e baixe o e-book sobre sistemas de armazenagem!

As informações em tempo real

Para fechar a nossa tríade do sucesso na logística para lojas virtuais, considere o uso da tecnologia na obtenção de informações em tempo real. Afinal, nada mais desastroso do que tentar fazer uma compra online e, já no carrinho, descobrir que o item está indisponível.

Fora isso, os softwares também auxiliam na busca por um processo mais bem-definido. Por exemplo, se a entrega está demorando, temos um entrave a ser resolvido. Afinal, isso seria péssimo para a experiência do cliente. Mas, a falha está em qual etapa? 

O programa, que pode ser um ERP (Enterprise Resource Planning) ou outros, é importante para fazer essa descoberta baseada em dados. Talvez, o problema seja mesmo no tipo de transporte escolhido. Ou, pode ser, a falta de eficiência no armazenamento de produtos.

Note que os desafios são naturais de acontecerem, faz parte do jogo. O que muda é ter ferramentas que ajudem na descoberta dessas possíveis falhas e, então, na resolução delas. Logo, investir em tecnologia melhora a tomada de decisão baseada em indicadores.

Usamos o exemplo do ERP porque é o mais conhecido do mercado. É um sistema de gestão que centraliza as informações de várias áreas, inclusive, do estoque. Assim, permite tornar o fluxo mais organizado e fluído, a partir da análise de dados em tempo real.

Uma pesquisa publicada no Simpósio de Excelência em Gestão de Tecnologia falou disso. “O constante desenvolvimento tecnológico contribui para a melhoria das diversas áreas logísticas importantes para o e-commerce […]. Possibilitando a satisfação dos clientes”.

Continue aprendendo sobre logística para e-commerce e mais!

Agora que você sabe um pouco mais sobre como ter uma logística para e-commerce, a dica final é: continue aprendendo

Somos a ISMA, especialistas em sistemas de armazenagem personalizados para atender toda a indústria. Criamos projetos e fabricamos estruturas com alta tecnologia e qualidade reconhecida pelo ISO 9001:2015.

No nosso blog, você encontra outros materiais, com informações atualizadas e as principais tendências do mercado logístico. 

Lá, você aprende como reduzir custos na estocagem de produtos, tem dicas técnicas, tipos de estruturas, KPIs e muito mais. Mantenha-se informado com o blog ISMA