Aprenda como calcular os custos logísticos

aprenda a calcular custos logísticas

A importância dos custos logísticos para as empresas é observada nos principais dados econômicos. Investimentos com transporte, estoque e armazenagem representam boa parte do Produto Interno Bruto (PIB) e uma fatia considerável da receita líquida das organizações.

Por isso, o assunto deve ser de conhecimento de colaboradores e gestores. Afinal, a redução dos custos e otimização dos recursos financeiros é um trabalho em equipe. Neste processo de otimização, o primeiro passo envolve descobrir como fazer as contas. Continue a leitura e aprenda.

Qual o impacto do custo logístico na receita das empresas?

Os custos da logística impactam todas as atividades relacionadas com o transporte e a movimentação de mercadorias. Entre elas:

  • Insumos;
  • Armazenagem;
  • Entrega;
  • Documentação;
  • Taxas, etc.;

É possível observar, então, que existe uma implicação direta na receita líquida, podendo comprometer seriamente a saúde financeira do negócio. O que explica a necessidade de um controle apurado dos custos, não somente dos gerais, mas também dos variáveis. Entre eles:

  • Taxas tributárias;
  • Valor de frete;
  • Combustível;
  • Manutenção, entre outros.

Fator que enfatiza a importância de obter o maior número possível de informações, afinal quanto maior este conhecimento, maiores as chances de decisões mais assertivas serem tomadas. E, consequentemente, melhores serão os resultados econômicos, como o lucro e a rentabilidade.

Outro ponto interessante de avaliar se relaciona ao serviço prestado. Um sistema logístico que funciona bem, de maneira otimizada, consegue proporcionar entregas mais rápidas, com a melhor disponibilização de produtos e experiência do consumidor.

Portanto, é inegável observar que reduzir custos logísticos não é apenas sobre melhorar as finanças da empresa. Também tem muito a ver com uma visão de mercado que permite negócios escaláveis e com planos de expansão para alcançar novos clientes.

Como calcular os custos logísticos da empresa?

Como calcular os custos logísticos da empresa

Antes de tudo, é preciso esclarecer que o cálculo do custo logístico varia conforme o tipo de atividade realizada por cada empresa. Por este motivo, o primeiro passo é mapear os gastos, começando pelas operações. Confira os principais!

Missão logística

Reúne as informações necessárias para realizar o serviço acordado com o cliente, individualizando os custos logísticos de modo personalizado. Ou seja, não se deve somar o valor global e aplicar uma média, já que alguns segmentos têm processos mais caros que outros.

Segmentação do cliente

Ao separar os clientes pelo segmento de atuação, é possível encontrar os gargalos de custos maiores e avaliar como é possível reduzi-los. Afinal, como dito anteriormente, cada atividade econômica apresenta particularidades no processo produtivo.

Custo de serviços

Os fatores que impactam financeiramente no serviço podem variar conforme o tipo de mercadoria. É importante entender o cenário de modo abrangente, para entender em qual etapa é possível economizar.

Segmento econômico

Para conseguir esse dado, é preciso identificar quais recursos são necessários para atender o fluxo de operação de cada cliente. Sendo assim, deve-se calcular os gastos com espaço de armazenagem, prazos de validade e mão de obra na prestação de serviços.

Como é composto o custo logístico?

Após validar o tipo de atividade, chegou a hora de entender a composição dos custos logísticos. Aqui também é preciso lembrar que existem variáveis, ao passo que os listados abaixo são mais comuns.

  • Transporte: relacionado ao movimento físico, como frete e combustível;
  • Armazenagem: relacionado ao estoque e espaço físico;
  • Estoque: associado ao gerenciamento dos produtos;
  • Pedido: associado ao processo, como embalagens;
  • Tecnologia: tem a ver com programas e softwares;
  • Riscos: tem a ver com a mitigação de riscos, como seguros;
  • Devoluções: inclui a logística reversa de produtos.

Com esses exemplos, conseguimos notar o quão difícil é pontuar um único custo como mais importante. Por isso, a melhor estratégia é considerar uma gestão eficiente, de modo que inclua todas as variáveis da cadeia de suprimentos na planilha de custos ou software.

Para se ter ideia disso, saiba que o custo de transporte inclui: frete, combustível, manutenção de veículos, pedágios e outros. 

Já o custo em armazenagem pode ter: aluguel ou manutenção do espaço físico, equipamentos, segurança, mão de obra, estruturas, etc.

Clique e confira o e-book sobre Sistemas de Armazenagem!

Como validar o estudo dos custos logísticos?

Apesar de conhecermos os principais custos logísticos que existem, também é necessário validar as informações, os cálculos e as estratégias para diminuí-los. Afinal, este é o melhor jeito para saber se as decisões estão sendo assertivas.

Nessa hora, as melhores soluções passam pelo monitoramento e o uso de métricas, veja!

Monitoramento frequente

É importante estar atento aos processos produtivos, sendo fundamental realizar avaliações periódicas a fim de identificar falhas ou irregularidades na operação. Nesse sentido, as auditorias são procedimentos que podem contribuir positivamente na gestão da empresa.

Treinamento de funcionários

Conforme dito no início do artigo, o envolvimento dos colaboradores é essencial para a otimização do custo logístico. Sendo assim, treinamentos frequentes colaboram no esclarecimento das responsabilidades individuais e coletivas do grupo de trabalho.

Investimento em tecnologia

O mercado disponibiliza tecnologias cada vez mais eficientes para organização e controle da gestão das empresas. Vale a pena avaliar as opções de softwares logísticos mais adequados para o seu negócio.

As métricas dos custos da logística

Implemente métricas eficientes como a de Rentabilidade Direta do Produto (DPP). Ao medir essa variável, as empresas reúnem dados como armazenamento, manuseio e subsídio oferecido pelo fabricante, descobrindo a que apresenta maior ou menor lucratividade.

Diminua os custos logísticos da armazenagem com a ISMA

Diminua os custos logísticos da armazenagem

Como foi possível observar, o custo logístico é uma estratégia importante para empresas que desejam economizar recursos e manter a eficiência nas operações. E uma das atividades que mais impactam nisso é a armazenagem.

A ISMA é referência neste assunto, tanto na criação de projetos que atendem todas as necessidades do mercado, quanto através do serviço de inspeção de sistemas de armazenagem. Em ambos, é possível reduzir custos dada a sua importância para:

  • Otimizar o uso do espaço disponível;
  • Garantir a máxima segurança no armazenamento.

Se o seu objetivo é projetar um sistema com estruturas inteligentes e customizadas, solicite um orçamento com nossos especialistas. Temos excelência na criação de projetos personalizados, focando no melhor custo-benefício para sua empresa:

> Solicitar orçamento de sistema de armazenagem

Caso a sua empresa já possua um sistema de armazenagem, a ISMA também pode te ajudar. Conte com a Inspeção de Sistemas de Armazenagem (ISA) para fazer a inspeção, averiguando os níveis de segurança conforme a ABNT NBR 15524.

> Conhecer a ISA (Inspeção de Sistemas de Armazenagem)

Em ambos os serviços será possível encontrar soluções para a otimização dos custos logísticos. Afinal, a melhor organização dos produtos estocados permite mais eficiência nas atividades e a prevenção de riscos de acidentes.